Entrevistas

"A DPOC surge, na maioria dos casos, relacionada com hábitos tabágicos e é muito penalizadora para as mulheres"
Dr.ª Isabel Saraiva, vice-presidente da Associação RESPIRA
08 Mar. 2019

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, que se assinala hoje, dia 8 de março, a Associação RESPIRA lança a campanha de sensibilização “Operação STOP DPOC”, com uma ação de rastreios gratuitos, no Largo de Camões, como forma de alerta para o aumento e impacto da doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), sobretudo nas mulheres. Esta iniciativa conta com o apoio institucional da Fundação Portuguesa do Pulmão e das Comissões de Trabalho de Tabagismo e Infeciologia Respiratória, da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP). A Dr.ª Isabel Saraiva, vice-presidente da Associação RESPIRA, menciona os principais objetivos da campanha e revela o impacto desta doença e da necessidade de prevenção da mesma.

 

Avaliação da função respiratória é “fundamental no diagnóstico” de doenças como a DPOC e a asma
Dr. Miguel Guimarães, Centro Hospitalar Gaia/Espinho
01 Mar. 2019

“Em relação ao presente, a importância do papel da função respiratória está bem estabelecida”. As palavras são do Dr. Miguel Guimarães, especialista do Centro Hospitalar Gaia/Espinho, em entrevista ao My Pneumologia durante o primeiro dia do XXVI Congresso de Pneumologia do Norte, que decorreu ontem, dia 28 de fevereiro, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto. O método é “fundamental no diagnóstico de diferentes doenças respiratórias, como a DPOC e a asma”. Assista ao vídeo.

 

"Tabagismo não pode ser visto somente como um problema da Pneumologia"
Dr. José Pedro Boléo Tomé, Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca
01 Mar. 2019

O tabagismo esteve no centro da discussão no XXVI Congresso de Pneumologia do Norte. O Dr. José Pedro Boléo Tomé quis deixar esclarecido que, qualquer que seja a escolha do fumador - cigarro convencional, eletrónico ou o mais recente sistema sem fumo -, continua a ser bastante prejudicial para a saúde. Assista ao vídeo da entrevista ao My Pneumologia.

“O presente e o futuro da imagem para a Pneumologia”
Dr. Tiago Pereira, Centro Hospitalar Gaia/Espinho
01 Mar. 2019

“O presente e o futuro da imagem para a Pneumologia” foi um dos temas em discussão durante o primeiro dia do XXVI Congresso Português de Pneumologia do Norte, que decorreu ontem, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto. O Dr. Tiago Pereira ficou a cargo de abordar as novas técnicas de imagem, salientando a importância de “formar equipas entre radiologistas e pneumologistas para que o trabalho consiga fluir da melhor forma para os doentes”. Assista ao vídeo.

 

XXVI Congresso de Pneumologia do Norte perspetiva o futuro da especialidade
Dr.ª Aurora Carvalho, presidente XXVI Congresso de Pneumologia do Norte
01 Mar. 2019

O XXVI Congresso de Pneumologia do Norte começou ontem, 28 de fevereiro, na cidade do Porto, mais concretamente na Fundação Cupertino de Miranda, prolongando-se até ao dia de hoje. O My Pneumologia conversou com a presidente do Congresso, Dr.ª Aurora Carvalho, que comenta o sucesso do evento marcado pelas principais tendências perspetivadas no futuro da Pneumologia. Assista ao vídeo.

Ecoendoscopia respiratória: novas técnicas “apresentam soluções para problemas reais”
Dr.ª Gabriela Fernandes, Centro Hospitalar São João
01 Mar. 2019

“O Presente e Futuro da Pneumologia” foi o tema de uma das sessões durante o primeiro dia do XXVI Congresso de Pneumologia do Norte, que decorreu ontem, 28 de fevereiro, na Fundação Cupertino de Miranda, Porto. A Dr.ª Gabriela Fernandes foi a palestrante convidada para abordar as “Técnicas invasivas”. Ainda que se registem diversas inovações no âmbito da endoscopia respiratória, a especialista afirma que o grande concorrente dos profissionais de saúde são “a informática, a robótica e a inteligência artificial, que certamente têm um papel importante, mas para nos auxiliar, e não substituir”. Assista ao vídeo da entrevista.

 

Prevenção a diagnóstico precoce no cancro do pulmão:  desafios a ultrapassar
Dr.ª Paula Fidalgo, Centro Hospitalar do Porto
26 Fev. 2019

Considerando a mais-valia de uma revisão sistemática do estado da arte do tratamento do cancro do pulmão, realizada no Inspired Evolution, a Dr.ª Paula Fidalgo valoriza a visão holística do tratamento do doente com cancro do pulmão, passada neste encontro. Para a oncologista do Centro Hospitalar do Porto, apesar dos ganhos alcançados na doença avançada, com aumento na sobrevivência global e na qualidade de vida dos doentes, há muito trabalho a fazer ao nível da prevenção e detecção precoce do cancro do pulmão.

 

Discutir o panorama do cancro do pulmão: do rastreio ao diagnóstico, passando pelo acesso aos ensaios clínicos
Dr.ª Fernanda Estevinho, Hospital Pedro Hispano
26 Fev. 2019

A diversidade temática e transversal do Inspired Evolution, um evento promovido pela Roche, é destacada pela Dr.ª Fernanda Estevinho, oncologista do Hospital Pedro Hispano. Em entrevista, a especialista faz uma revisão dos pontos clínicos e não clínicos que merecem o interesse da comunidade médica em prole dos doentes com cancro do pulmão. O papel do rastreio e do diagnóstico precoce, a importância da comunicação e da relação entre médico e doente, entre outros temas não clínicos, trouxeram outra dimensão a este evento científico dirigido a quem se dedica ao tratamento do cancro pulmão. No que a ciência traz de novo, salienta a importância da sequenciação das terapêuticas alvo e os resultados promissores da imunoterapia em doentes com mutações bem como nos doentes com carcinoma do pulmão de pequenas células (CPPC). O acesso a ensaios clínicos e uma maior referenciação entre centros são, para a oncologista, alguns dos desafios a ultrapassar no panorama português.

Oncologia de precisão com impacto na otimização terapêutica
Dra. Ana Sofia Vilariça, Centro Hospitalar Lisboa Norte
26 Fev. 2019

Participante na última edição do evento Inspired Evolution, a Dra. Ana Sofia Vilariça, do Centro Hospitalar Lisboa Norte, classifica como “imprescindíveis” este tipo de eventos, na medida em que “proporcionam a divulgação de conhecimentos científicos, o update relativamente às inovações que vão surgindo”. Em comentário ao evento, promovido pela Roche, a pneumologista salienta o impacto da medicina de precisão para a otimização das estratégias terapêuticas, no panorama do cancro do pulmão (CP).

 

13ª edição do Inspired Evolution: o evento que reúne conhecimento científico mais atualizado na área do cancro do pulmão
Dr.ª Andreia Coelho, Hospital de Santo Espirito da Ilha Terceira, Açores
26 Fev. 2019

A Dr.ª Andreia Coelho, especialista em Oncologia Médica no Hospital de Santo Espirito da Ilha Terceira, Açores, foi uma das participantes do 13º Inspired Evolution, um evento “muito interessante, sobretudo nesta área de grande desenvolvimento e inovação”. Em declarações ao My Pneumologia, a oncologista sublinhou os desafios do tratamento do cancro do pulmão em Portugal assim como os pontos de maior interesse do evento, sublinhando que “é importante para o clínico estar sempre na linha da frente com informação cada vez mais atualizada”.

 

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

RespTalks

 

Opinião

Asma e gravidez: "mau controlo da asma acarreta maior risco para o feto do que o tratamento por si só"
Dr.ª Rita Gerardo e Dr.ª Lígia Fernandes, Comissão de Alergologia Respiratória da Sociedade Portuguesa de Pneumologia

PUB

Apoio

AstrazenecaBialBoehringer IngelheimMedinfar

 

MSDMundipharmaRoche