Entrevistas

“Rever a técnica inalatória é uma peça fundamental”
Tiago Maricoto
20 maio 2024

“É difícil fazer uma consulta em 20 minutos de asma estruturada, mas não tem de ser feito tudo na mesma consulta e, quando mais capacitados o médico de família estiverem para abordar estes tópicos, mais rapidamente também o fazem numa consulta com tempo limitado.” Quem o afirma é Tiago Maricoto, médico de família na USF da Beira Ria. Em entrevista, destaca que, se necessário, até se pode marcar várias consultas para o mesmo doente para abordar a asma em todas as suas dimensões. Assista ao vídeo.

Enfermagem: o apoio na gestão do doente com asma
Rui Costa
16 maio 2024

Não adesão à terapêutica e a utilização incorreta do dispositivo inalatório são dois aspetos que Rui Costa descreve como dificuldades no controlo do doente com asma. O especialista em Medicina Geral e Familiar do EDP Group destaca que, para combater esta situação, bem como o escasso tempo de consulta, “é fundamental ter o apoio da equipa de Enfermagem”. Veja a entrevista.

“O objetivo é conseguirmos o controlo com menor dose terapêutica possível”
Cláudia Chaves Loureiro
08 maio 2024

Cláudia Chaves Loureiro, pneumologista na ULS de Coimbra, defende que, no contexto dos doentes graves, o controlo dos doentes “implica a utilização de três classes diferentes de terapêuticas”. Veja a entrevista.

Qual a terapêutica para impedir a progressão para asma grave?
Manuel Branco Ferreira
03 maio 2024

Manuel Branco Ferreira, imunoalergologista na ULS de Santa Maria, reflete que “a abordagem inicial com terapêutica tripla não está indicada na maioria dos casos”, no entanto, “em doentes com sobreposição de asma com bronquite crónica pode estar indicado”. Veja a entrevista.

Mutações HER2, HER3 e exão 20: “um futuro promissor” para as terapêuticas alvo torácicas
Joana Catarata e Salete Valente
02 maio 2024

A mesa-redonda “Como devo tratar?” abriu as portas do 5.º Encontro Terapêuticas Alvo-Torácicas, que decorreu no passado dia 20 de abril, no Hotel Quinta das Lágrimas. Subiram a palco as especialistas Paula Alves e Salete Valente, no papel de moderadoras, e Joana Catarata e Marcos Oliveira para palestrar sobre as mutações HER2, HER3 e exão 20. Veja os depoimentos de Salete Valente, da ULS da Cova da Beira, e de Joana Catarata, da ULS de Braga.

Translocação RET e ROS1: “Apesar de serem mutações raras, temos de procurar ativamente estes doentes”
Rita Gomes
29 Abr. 2024

Rita Gomes, ULS Entre Douro e Vouga, marcou presença no 5.º Encontro Terapêuticas Alvo-Torácicas, para palestrar na conferência “Translocações RET e ROS1: novidades em 2023”. Em entrevista, a especialista destaca que estas mutações são raras, mas existe “uma incidência considerável e têm um tratamento muito impactante”, pelo que é necessário “procurar ativamente estes doentes”. Veja o vídeo.

Um novo paradigma para os doentes com EGFRm ressecáveis
Marta Soares, Margarida Felizardo e Patrícia Garrido
29 Abr. 2024

Marta Soares, do IPO do Porto, Patrícia Garrido, da Fundação Champalimaud, e Margarida Felizardo, da ULS Loures-Odivelas, subiram ao palco do simpósio “Bringing hope to resected EGFRm Lung cancer patients”, da AstraZeneca, para falar das mais recentes novidades e de casos clínicos do estudo ADAURA. Assista às entrevistas, nas quais as especialistas destacaram os principais highlights.

5.º ETAT: um balanço positivo sobre o debate das principais novidades no cancro do pulmão
Ana Figueiredo e Fernando Barata
26 Abr. 2024

Ana Figueiredo e Fernando Barata, comissão organizadora de mais uma edição do Encontro Terapêuticas Alvo-Torácicas (ETAT), que se realizou a 19 e 20 de abril, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, caracterizam esta reunião como “muito interessante” e “participada”, considerando ser uma oportunidade de aprender sobre as novidades no cancro do pulmão e respetivas terapêuticas. Em entrevista, conheça o feedback de ambos e a data para o próximo ETAT.

Cancro do pulmão: “Temos de privilegiar estratégias que poupem qualidade de vida e neurocognição”
Catarina Travancinha
26 Abr. 2024

“É importante a proximidade entre especialistas e especialidades para conseguirmos decidir para cada doente e doença qual a terapêutica mais eficaz.” Quem o afirma é Catarina Travancinha, radioncologista no Hospital CUF Descobertas, no âmbito do 5.º Encontro Terapêuticas Alvo-Torácicas. A especialista palestrou sobre as opções e resultados da radioterapia, na mesa-redonda “Metastização SNC em doentes com AGA – mais vida com qualidade”. Em entrevista, destacou que “o foco está sempre na multidisciplinaridade” e que juntos são cada vez mais importantes. Veja o vídeo.

7.as Atualizações do Cancro do Pulmão CUF: “Cada vez nos entusiasma mais pensar o que podemos fazer pelos doentes com esta patologia”
Bárbara Parente
26 Abr. 2024

Atualmente, o diagnóstico e tratamento do cancro do pulmão apresentam um conjunto de avanços que têm revolucionado o paradigma desta doença, como explica Bárbara Parente, membro da comissão organizadora das 7.as Atualizações em Cancro do Pulmão CUF. Em entrevista, a especialista apela à participação de todos os profissionais interessados na área para uma troca de experiências e conhecimento no próximo dia 24 de maio, na Porto Business School. Veja o vídeo.

Apoio

CSL BehringJonhson & JonhsonMedinfarMerckMSD

 

RecordatiSanofiTecnimedeVitalaire