Newsletter

Atualidade

FDA aprova novo tratamento para cancro do pulmão de pequenas células em estádio extenso
22 Mar. 2019

A FDA aprovou a associação terapêutica atezolizumab + quimioterapia (carboplatina e etoposido) para tratamento de 1.ª linha em adultos com cancro do pulmão de pequenas células em estádio extenso, com base nos resultados do ensaio de fase III IMpower 133. Este é o primeiro novo tratamento aprovado em mais de 20 anos.

 

Entrevistas

"A DPOC surge, na maioria dos casos, relacionada com hábitos tabágicos e é muito penalizadora para as mulheres"
Dr.ª Isabel Saraiva, vice-presidente da Associação RESPIRA

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, que se assinala hoje, dia 8 de março, a Associação RESPIRA lança a campanha de sensibilização “Operação STOP DPOC”, com uma ação de rastreios gratuitos, no Largo de Camões, como forma de alerta para o aumento e impacto da doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), sobretudo nas mulheres. Esta iniciativa conta com o apoio institucional da Fundação Portuguesa do Pulmão e das Comissões de Trabalho de Tabagismo e Infeciologia Respiratória, da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP). A Dr.ª Isabel Saraiva, vice-presidente da Associação RESPIRA, menciona os principais objetivos da campanha e revela o impacto desta doença e da necessidade de prevenção da mesma.

 

Avaliação da função respiratória é “fundamental no diagnóstico” de doenças como a DPOC e a asma
Dr. Miguel Guimarães, Centro Hospitalar Gaia/Espinho

“Em relação ao presente, a importância do papel da função respiratória está bem estabelecida”. As palavras são do Dr. Miguel Guimarães, especialista do Centro Hospitalar Gaia/Espinho, em entrevista ao My Pneumologia durante o primeiro dia do XXVI Congresso de Pneumologia do Norte, que decorreu ontem, dia 28 de fevereiro, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto. O método é “fundamental no diagnóstico de diferentes doenças respiratórias, como a DPOC e a asma”. Assista ao vídeo.

 

Opinião

Definição de tratamentos na ambicionada Medicina de Precisão. Serão os testes genéticos a resposta?
Dr.ª Joana Espiga de Macedo, médica oncologista no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga

PUB

Apoio


AstrazenecaBMSBoehringer IngelheimMSDTakeda